Fotos de Esportes Radicais no Rio de Janeiro

Fotos de Esportes Radicais no Rio de Janeiro

Adventure sports photography in Rio

Rappel in Morro Dois Irmãos during the sunset, amazing view in Rio de Janeiro, Brazil!

Fotógrafo profissional de aventura e outdoors no Rio de Janeiro!

Fotos de esportes radicais no Rio de Janeiro, Brasil. Fotógrafo carioca especializado em aventura, natureza e atividades outdoor. Workshops, fotos de arquivo e aulas particulares. Fotos de highline, montanhismo, trekking, hiking, voo livre, slackline, rapel, canoagem, surf, bodyboard, paisagens, unidades de conservação, animais, florestas, entre muitas outras. Entre em contato para encomenda de jobs, projetos e fotos de esportes radicais no Rio de Janeiro! Vitor Marigo é fotógrafo profissional especializado em fotos de esportes radicais no Rio de Janeiro. Esportes de aventura, montanhas e atividades radicais.

Adventure and outdoors photography in Rio de Janeiro!

Adventure sports photography in Rio de Janeiro, Brazil. Carioca photographer who specializes in adventure photos, outdoor and wildlife photography. Workshops, stock photos and private lessons. Photos of highline, mountaineering, trekking, hiking, free flight, slackline, rappel, canoeing, surf, bodyboard, landscapes, preservation units, wildlife, forests, among many others. Get in touch for new jobs, projects and adventure sports photography in Rio de Janeiro!

Rio de Janeiro Birdwatching, Parque Nacional de Itatiaia

O Estado do Rio de Janeiro possui diversos parques e áreas de proteção, ideais para fotos de aves e birdwatching. O Parque Nacional de Itatiaia é um dos melhores locais para observação de aves no Rio de Janeiro, rico em Mata Atlântica e Campos de Altitude. No final de março deste ano levei minha turma de fotografia de natureza lá para uma aula prática, foi ótimo. Todas as fotos de aves na minha galeria abaixo foram feitas nos entornos do Hotel do Ypê, que coloca frutas em comedouros de manhã cedo, e assim atraem muitas aves. Embora não seja ideal para o fotógrafo de natureza clicar as aves nos comedouros, ao se aproximarem elas pousam em diversos lugares, criando muitas situações de fotos naturais. Os animais na galeria são, repectivamente: Araçaris-banana, Ferro-velho, Coleirinho, Beija-flor-rubi, Tecelão, Sebinho ou Cambacica, Beija-flor-de-fronte-violeta, Saíra-sete-cores, Tietinga, Tico-tico, beija-flores diversos e Sanhaçu-cinzento. As fotos foram feitas com Nikon D3X e lentes 70-200mm 2.8 e 400mm 2.8, além de teleconverter 2x. Espero que goste! Entre em contato para saber mais sobre fotografia de aves e Rio de Janeiro birdwatching!

Atlantic Rainforest Birdwatching in Brazil

The State of Rio de Janeiro has many parks and protected areas, perfect for bird photography and birdwatching. Itatiaia National Park is one of the best places for birdwatching in Rio de Janeiro, rich in Atlantic Rainforest and Altitude Fields. By late March this year I took my wildlife photography students there, it was a very productive day. All birds in my gallery below were photographed around Ype Hotel, which places fresh fruits on feeders every morning to attract the local fauna. Though it’s not ideal for a wildlife photographer to shoot birds on feeders, it creates a lot of action and allows for many natural photos all around. Birds below are (respectively): Saffron Toucanets, Chestnut-bellied Euphonia, Double-collared Seedeater, Brazilian Ruby, Golden-winged Cacique, Bananaquit, Violet-capped Woodnymph, Green-headed Tanager, Magpie Tanager, Rufous-collared Sparrow, different hummingbirds and Sayaca Tanager. My pics were shot on Nikon D3X with 70-200mm 2.8 and 400mm 2.8 lenses with a 2x teleconverter. Hope you like it! Contact me if you are interested in wildlife photography and birdwatching in Rio de Janeiro!

Fotos da Mata Atlântica do Rio de Janeiro!

Atlantic Rainforest photography in Rio

Atlantic Rainforest professional photography in Rio de Janeiro, Brazil!

O estado do Rio de Janeiro, mesmo com todo o desmatamento e expansão urbana, ainda possui serras e unidades de conservação de Mata Atlântica bem preservadas. Em suas duas principais cadeias de montanha, a Serra do Mar e a Serra da Mantiqueira, temos várias APAs, parques estaduais e nacionais, além de reservas privadas. Os locais mais visitados na Serra do Mar são o Parque Nacional da Serra da Bocaina, o Parque Nacional da Serra dos Órgãos e o Parque Estadual dos Três Picos, entre outras reservas de Mata Atlântica do Rio de Janeiro. No entanto as montanhas mais altas do estado estão na Serra da Mantiqueira, mais especificamente no Parque Nacional de Itatiaia, o primeiro Parque Nacional do Brasil, com campos de altitude na parte alta e Mata Atlântica de altitude na parte baixa. Em outras palavras, não faltam opções para fotografias da Mata Atlântica. Além das serras, também temos Mata Atlântica de litoral, principalmente na Costa Verde, ao sul do estado do Rio de Janeiro, onde estão Ilha Grande, Angra dos Reis, Paraty e muito mais! E pra quem não quer ir muito longe, a própria Serra da Carioca, onde se encontram as montanhas da Floresta da Tijuca, no coração da capital do Rio de Janeiro, oferece altos visuais e oportunidades de fotos da Mata Atlântica. A fauna também é riquíssima, com milhares de espécies de aves e outros animais. Até a onça-pintada (Panthera onca), felino raríssimo e ameaçado de extinção, pode ser encontrada na Mata Atlântica do Estado do Rio de Janeiro. Neste post você pode ver algumas das minhas fotos, espero que goste!

Atlantic Rainforest Photography in Rio de Janeiro, Brazil!

Rio de Janeiro State, even with a lot of deforestation and urban expansion, still holds mountain ranges and conservation units with a lot of well-preserved Atlantic Rainforests. The two mountain ranges that cross the state are Serra do Mar and Serra da Mantiqueira, with many national parks and protected areas. In Serra do Mar, the most famous places are Serra da Bocaina National Park, Serra dos Órgãos National Park and Três Picos State Park. The highest mountains in the state of Rio are, however, in Serra da Mantiqueira, more specifically in Itatiaia National Park, the first to be created in Brazil, with altitude fields on the highlands and lush Atlantic Rainforest on the lower section. In other words, there are countless options for some good Atlantic Rainforest photography. Besides the mountains, there is a big portion of Atlantic Rainforest by the seashore, mostly in Costa Verde (Green Coast), south of Rio de Janeiro. In the Green Coast we can find amazing places such as Ilha Grande, Angra dos Reis, Paraty and a lot more! And if you don’t wanna go too far, there is also Serra da Carioca in the heart of Rio de Janeiro capital city, where the huge Tijuca Forest  National Park is located, the largest urban forest in the world. Here there are also some breathtaking Atlantic Rainforest photo opportunities. Fauna is also very rich in the Atlantic Rainforest, with thousands of birds and animal species. The very elusive and endangered Jaguar (Panthera onca) can be seen in some of our conservation units in the Atlantic Rainforests of Rio de Janeiro. In this post you can check some of my photos and I hope you like it!

Fotos dos Lençóis Maranhenses, MA

Em agosto de 2014 tive a oportunidade de fazer fotos dos Lençóis Maranhenses. Como era minha primeira vez no Estado do Maranhão, já esperava que o local fosse maravilhoso, mas confesso que chegando naquelas dunas de areia fiquei surpreso com a beleza surreal e com as infinitas possibilidades fotográficas. O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses entrou para a minha lista de lugares mais espetaculares que já visitei na vida. Já fui na África, Caribe, Europa, vários países da América do Sul e também dezenas de unidades de conservação no Brasil, e sinceramente não consigo pensar em nenhum lugar mais bonito que o PARNA Lençóis Maranhenses. Em 5 dias e 4 noites tirei o máximo de fotos que consegui, dormindo 1 noite em Atins, 2 noites em Barreirinhas e 1 noite em Santo Amaro. Como eu já vinha de Jericoacoara, aproveitei para atravessar o Delta do Parnaíba e chegar em Caburé, de onde peguei uma canoa até Atins à noite. No dia seguinte em Atins tive tempo apenas de visitar a Lagoa Tropical e almoçar no Canto de Atins. Na mesma tarde, peguei um barco para subir o Rio Preguiça em direção a Barreirinhas, visitando o Farol Preguiças em Mandacaru no caminho. Com duas noites em Barreirinhas, fiz os dois passeios principais (Lagoa Bonita e Lagoa Azul) e também um incrível sobrevoo nos Lençóis Maranhenses, que rendeu lindas fotos aéreas. Acabei conseguindo apenas o horário das 10am para o sobrevoo nos Lençóis, mas recomendo tentar voar no começo da manhã ou final da tarde para uma luz mais interessante. Para fechar a trip com chave de ouro, parti para Santo Amaro saindo de Barreirinhas às 6am em direção à Sangue, uma mini vila no meio da estrada que vai até São Luís do Maranhão. Não foi nada fácil chegar em Santo Amaro do Maranhão, uma cidade escondida na areia que dá acesso ao lado Oeste do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Chegando em Sangue às 7am, descobri que a jardineira que vai para Santo Amaro já tinha saído às 6am, sendo a única forma de chegar em Santo Amaro. Conversando com o pessoal do bar, fiquei sabendo que às 10am iria passar a Toyota do Sedex para buscar encomendas em Sangue e levar de volta para Santo Amaro. Na conversa, consegui uma carona por módicos R$ 40,00 até o incrível paraíso que é Santo Amaro do Maranhão. O caminho é árduo mas na chegada você já sente o clima gostoso da cidade, atravessando o Rio Alegre e entrando nas poucas ruas de paralelepípedos, sendo a maioria de areia pura. Lá, visitei à tarde algumas lagoas e curti o pôr do sol na Lagoa das Andorinhas, uma das mais bonitas da região. No dia seguinte voltei para São Luís do Maranhão onde passei dois dias antes de voltar para casa, no Rio de Janeiro. Hoje, meses depois, não tenho a menor dúvida que os Lençóis Maranhenses é o lugar mais bonito que já visitei na vida. Parece outro planeta. Adoro as fotos clássicas com as lagoas, mas realmente viajei mesmo nas fotos mais “abstratas”, com as formas e cores das dunas, principalmente no pôr do sol. Para fotógrafos profissionais, fica a dica: leve muitos cartões de memória!

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, MA, Brasil

Amazing shapes and colors during the sunset in Lençóis Maranhenses National Park!

Brazil Professional Photography, Lençóis Maranhenses National Park

In August 2014 I had the opportunity of taking photos of Lençóis Maranhenses National Park, in Maranhão State, Northeast of Brazil. As it was my first time there, I knew I should expect something beautiful, but when I got my feet on those infinite sand dunes, I must confess I was completely surprised by the unique “out-of-earth” landscape full of amazing shapes and photographical opportunities. Lençóis Maranhenses National Park is now in my shortlist of the most spectacular places I’ve ever been.  I’ve been to Africa, the Caribbean, Europe, many countries in South America and tens of conservation units in Brazil, but I honestly can’t think of anything more beautiful than Lençóis Maranhenses. In 5 days and 4 nights I made the most that I could, spending 1 night in Atins, 2 nights in Barreirinhas and 1 night in Santo Amaro.  As I was coming from Jericoacoara, I crossed the Parnaíba River Delta and arrived in Lençóis Maranhenses through Caburé. There, I got a night canoe that took me to Atins. Next morning I visited Tropical Lagoon and Canto de Atins, where I had lunch. Early afternoon I got a boat up Preguiças River which stopped at Preguiças Lighthouse in Mandacaru, very nice place to visit. With two nights in Barreirinhas, I did the two most important tours (Lagoa Bonita and Lagoa Azul) and also this breathtaking flight over Lençóis Maranhenses National Park. I could only fly at 10am but I recommend earlier in the morning or later in the afternoon for a more special light. My last stop (but not least!) was in Santo Amaro do Maranhão, a tiny little village hidden in the sand which gives access to the West Side of the National Park. I left Barreirinhas at 6am and arrived in Sangue at 7am just to find out that I had missed the Toyota ride to Santo Amaro, which had left at 6am (why so damn early??). Talking to people on a bar I found out that a Toyota would come from Santo Amaro at 10am to collect mailboxes and take them back to Santo Amaro. It was my last chance! When he arrived I managed to take a ride for R$ 40,00 to the beautiful paradise of Santo Amaro. The way there is tough, shaking a lot on the backseats of a Toyota on invisible sand paths, know only by local people. Arriving there, you can immediately feel the relaxed and charming climate of the village, crossing Alegre River and rolling over very few paved roads, mostly all sand. In Santo Amaro I visited a few lagoons and the biggest and most amazing of all was Lagoa das Andorinhas, where I spent the sunset. Next day I went back to Maranhão capital city São Luís, where I spent two days before coming home to Rio de Janeiro. Today, past a few months, I am sure that Lençóis Maranhenses National Park is the most beautiful place I’ve been in all my life. It’s another planet, completely different from anything I had ever seen. I love the classic photos of pristine rainwater lagoons, but what really got my attention was the “abstract” photos of shapes and colors of the sand dunes, specially by the sunset light. For any professional photographer, here’s my tip: take hundreds of memory cards!

Highline na Pedra da Gávea, Rio de Janeiro!

Highline na Pedra da Gávea, Floresta da Tijuca

Sábado passado colei numa galera brabíssima do highline e tive o prazer de fotografá-los no cume da Pedra da Gávea, uma das montanhas mais insanas do Rio de Janeiro. O highline na Pedra da Gávea foi armado com uma fita de frente pra Zona Sul e outra pra Zona Oeste, garantindo fotos espetaculares pros dois lados! Além de muita concentração e coragem, a galera esbanja conhecimento de escalada e de técnicas de segurança. Pra apimentar a brincadeira, tinha uma frente fria de sudoeste entrando no final da tarde, com altos ventos e nuvens, exigindo ainda mais experiência dos atletas. Para quem não conhece o termo, o highline (também chamado de high-line ou high line) é uma vertente do slackline, quando praticado nas alturas. É muita disposição! Fica aqui uma salva de palmas pros atletas Gustavo Fontes, Matheus Barros, Alexandre Anshul e Gustavo Camargo. Obrigado pelo convite e contem comigo para documentar as próximas investidas!

Slackline and Highline in Rio de Janeiro, Pedra da Gávea, Tijuca Forest!

Last Saturday I had the chance of documenting some of Brazil’s top highline athletes on the summit of Pedra da Gávea, one of the most insane mountains in Tijuca Forest, Rio de Janeiro. The highline in Pedra da Gávea was set in two spots, one facing the South Zone and the other the West Zone, which allowed for amazing pics with different backgrounds! Besides a lot of focus and of course guts, these guys are natural climbers who know all about safety techniques. To spice things up, there was a windy and cloudy weather rolling in, demanding even more focus from the athletes. For those not familiar with the term highline (aka high line or high-line), it is an “evolution” of the slackline, when practiced in high places and mountains. Not for the faint of heart! Thanks again to Gustavo Fontes, Matheus Barros, Alexandre Anshul and Gustavo Camargo for showing me this amazing extreme sport! You can always count on me to document your next assignments!

Fotografia de Montanhismo no Rio de Janeiro, Itatiaia

O Parque Nacional do Itatiaia é um dos meus locais favoritos para fotografia de montanhismo no Rio de Janeiro, principalmente na parte alta. É onde estão as montanhas mais altas do Rio de Janeiro, em especial o Pico das Agulhas Negras, a mais alta do estado, com 2791m de altitude. No planalto de Itatiaia, as principais montanhas são o Pico das Agulhas Negras, as Prateleiras de Itatiaia e a Pedra do Altar. A maior parte das trilhas são acessíveis à maioria das pessoas, sem técnicas de escalada, basta um bom preparo físico. Além disso, as opções são infinitas, com vários outros picos, cachoeiras e travessias. Fotografia de montanhismo em Itatiaia não tem erro. Sempre que vou embora fica a sensação de que preciso voltar mais mil vezes!

Mountain Photography in Rio de Janeiro, Itatiaia National Park

Itatiaia National Park is one of my favorite spots for mountain photography, specially the highlands. It’s where the highest mountains in Rio de Janeiro are located, with Pico das Agulhas Negras being the highest one (9157ft high). In the highlands of Itatiaia National Park the most famous mountains are Pico das Agulhas Negras, Prateleiras de Itatiaia and Pedra do Altar. They are accessible to most people, with no climbing techniques required, just a good cardio and some hiking experience. besides, options are endless up there, with hundreds of climbing routes, peaks, waterfalls and long trekking trails. Mountaineering photography in Itatiaia is just great. Everytime I leave I get the feeling I must return a thousand times more!