O pôr do sol mais bonito do Rio de Janeiro!

No Rio de Janeiro dá para perder a conta das montanhas e picos com visuais maravilhosos, mas com certeza cada fotógrafo carioca tem o seu preferido. Hoje vou arriscar dizer que o pôr do sol no Parque da Cidade, em Niterói, é o pôr do sol mais bonito do Rio de Janeiro. Estive lá ontem (final de outubro) e o céu estava limpo e sem nuvens. Pra agitar as coisas, tinha um pessoal com um drone que rendeu fotos interessantes no contra-luz. Chegar no Parque da Cidade é fácil, mas quem vai do Rio tem que tomar cuidado para não sair muito tarde e pegar trânsito na Ponte. Chegando em Niterói, siga em direção à Icaraí e depois São Francisco. Em São Francisco vai ter placa, é só ficar esperto pra sair à esquerda. A subida é íngreme e sinuosa, se prepare para usar a 1ª marcha e não esquece o cartão de memória! Agora preciso voltar pra pegar um céu cheio de nuvens e outras situações de luz. Não deixem de conhecer, é lindo e um “clichê” obrigatório no arquivo do fotógrafo carioca!

The Most Beautiful Sunset in Rio de Janeiro

In Rio de Janeiro it’s easy to lose count of mountains and peaks with amazing views, but certainly each carioca photographer has its own favorite. Today I will risk saying that the sunset in Parque da Cidade, Niterói City, is Rio de Janeiro’s most beautiful sunset. I was there yesterday (late October) and the sky was clear and cloudless. To make things interesting, there were some fellas flying a drone, which got me some nice backlight images. You wanna know how to get to Parque da Cidade? It’s easy but you’ll need a car. Driving from Rio, go straight to the beaches of Icaraí and São Francisco in Niterói (use Rio-Niterói bridge, leave early afternoon to avoid late afternoon traffic jams). In São Francisco there will be street signs to Parque da Cidade and finally you will take a left up the hill, and there you are! Don’t forget your memory cards. Now I need to get back there to make some cloudy sky pics and other light situations. You shouldn’t miss this sunset view, it’s a mandatory clichê to every Rio de Janeiro photographer!