Fotos de Itatiaia, Serra da Mantiqueira, Rio de Janeiro

Trilha do Morro do Couto no planalto de Itatiaia

Fotos de Itatiaia, Fotografia Profissional no Parque Nacional de Itatiaia, Rio de Janeiro

FOTOS DE ITATIAIA

Fotos de Itatiaia na Serra da Mantiqueira, Rio de Janeiro

Entre as várias regiões de montanha que adoro, devo admitir que Itatiaia, na Serra da Mantiqueira, ocupa um dos primeiros lugares no meu coração. Fotos de Itatiaia se tornaram uma paixão desde a primeira vez que conheci o Parque Nacional. As possibilidades de fotos de Itatiaia são quase infinitas, já que o parque tem uma parte baixa, com Mata Atlântica verde exuberante, rios, cachoeiras e uma diversidade incrível de aves, e também uma parte alta, com trilhas de montanha, travessias e escaladas em rocha de todos os níveis. Perfeito para os amantes de aventura, fotografia, trekking, hiking e escalada!

Fotos de Itatiaia, Parte Baixa

Para quem vai do Rio de Janeiro para Itatiaia, a melhor forma de chegar é a Rod. Presidente Dutra (BR-116) saindo pela direita na altura do Graal Itatiaia. Da Zona Sul do Rio até a portaria da parte baixa leva em torno de 3 horas de carro. É possível ir e voltar no mesmo dia, mas existem vários hotéis dentro e fora do parque, o que pode tornar a viagem mais agradável. Em fotos de Itatiaia na parte baixa podemos explorar principalmente a Mata Atlântica e suas cachoeiras, assim como sua flora e fauna (insetos, aves, pequenos mamíferos etc) exuberantes. As principais atrações são o Mirante do Último Adeus, Cachoeira da Maromba, Cachoeira do Véu da Noiva, Cachoeira Itaporani, assim como o comedouro de aves do Hotel do Ypê, sempre com muita atividade. Aqui vale a pena levar uma lente longa (pelo menos 300mm), já que os passarinhos dão muito mole, e também um tripé, para garantir uma boa nitidez nas cachoeiras!

Fotos de Itatiaia, Parte Alta

Na parte alta, esteja preparado para pegar um pouco mais de estrada. Da Zona Sul do Rio de Janeiro até lá são bem umas 4:30 horas e a saída da Dutra é outra, uns 15 minutos mais para frente, depois do pedágio de Itatiaia. A subida da serra que leva pra Caxambu é demorada e cansativa, assim como a estradinha de terra em más condições que leva pro Posto Marcão (na entrada da parte alta). É a estrada mais alta do Brasil, fique atento aos belos mirantes que existem nela, especialmente bonitos no nascer e pôr do sol, em geral as horas que estamos entrando ou saindo do parque.

Ir e voltar no mesmo dia para fazer fotos de Itatiaia é muito cansativo, não recomendo. Neste caso, vale a pena ficar no Abrigo Rebouças (dentro da parte alta do parque, reservas com antecedência pela internet) ou em um hotel do lado de fora. No verão, chuvas são comuns no planalto e é muito importante ter cuidado com tempestades. A temporada principal de montanhismo em Itatiaia é mais no meio do ano, no período mais seco (Abril/Maio até Setembro/Outubro). O frio que faz lá em cima não é brincadeira, chegando a -10º C em condições extremas no inverno. Não é nada difícil encontrar gelo nas trilhas, nos carros e pequenos lagos congelados. Vá bem preparado, com sacos de dormir super quentes, luvas, segundas-peles, o aparato completo. Para fotógrafos, recomendo luvas finas para fotos de Itatiaia, para proteger um pouco do frio e não perder a sensibilidade com a câmera. Luvas especiais com “touch” na ponta dos dedos são ótimas para usar o celular ou câmeras com esta tecnologia.

As principais atrações da parte alta do Parque Nacional de Itatiaia são o Pico das Agulhas Negras (o mais alto do estado, com 2791m), o Pico das Prateleiras (2548m), a Pedra do Altar (2665m) e o Morro do Couto (2680m). As trilhas variam de nível moderado até avançado, e algumas precisam de equipamento de escalada e guia profissional. Há também várias outras trilhas e travessias que ainda quero explorar. É um local delicioso para fotógrafos, que mistura condições extremas de montanha, natureza espetacular e infinitas possibilidades de fotos de Itatiaia. Na galeria abaixo vai uma amostra do que já fiz por lá, espero que gostem!

Rio de Janeiro Birdwatching, Parque Nacional de Itatiaia

O Estado do Rio de Janeiro possui diversos parques e áreas de proteção, ideais para fotos de aves e birdwatching. O Parque Nacional de Itatiaia é um dos melhores locais para observação de aves no Rio de Janeiro, rico em Mata Atlântica e Campos de Altitude. No final de março deste ano levei minha turma de fotografia de natureza lá para uma aula prática, foi ótimo. Todas as fotos de aves na minha galeria abaixo foram feitas nos entornos do Hotel do Ypê, que coloca frutas em comedouros de manhã cedo, e assim atraem muitas aves. Embora não seja ideal para o fotógrafo de natureza clicar as aves nos comedouros, ao se aproximarem elas pousam em diversos lugares, criando muitas situações de fotos naturais. Os animais na galeria são, repectivamente: Araçaris-banana, Ferro-velho, Coleirinho, Beija-flor-rubi, Tecelão, Sebinho ou Cambacica, Beija-flor-de-fronte-violeta, Saíra-sete-cores, Tietinga, Tico-tico, beija-flores diversos e Sanhaçu-cinzento. As fotos foram feitas com Nikon D3X e lentes 70-200mm 2.8 e 400mm 2.8, além de teleconverter 2x. Espero que goste! Entre em contato para saber mais sobre fotografia de aves e Rio de Janeiro birdwatching!

Atlantic Rainforest Birdwatching in Brazil

The State of Rio de Janeiro has many parks and protected areas, perfect for bird photography and birdwatching. Itatiaia National Park is one of the best places for birdwatching in Rio de Janeiro, rich in Atlantic Rainforest and Altitude Fields. By late March this year I took my wildlife photography students there, it was a very productive day. All birds in my gallery below were photographed around Ype Hotel, which places fresh fruits on feeders every morning to attract the local fauna. Though it’s not ideal for a wildlife photographer to shoot birds on feeders, it creates a lot of action and allows for many natural photos all around. Birds below are (respectively): Saffron Toucanets, Chestnut-bellied Euphonia, Double-collared Seedeater, Brazilian Ruby, Golden-winged Cacique, Bananaquit, Violet-capped Woodnymph, Green-headed Tanager, Magpie Tanager, Rufous-collared Sparrow, different hummingbirds and Sayaca Tanager. My pics were shot on Nikon D3X with 70-200mm 2.8 and 400mm 2.8 lenses with a 2x teleconverter. Hope you like it! Contact me if you are interested in wildlife photography and birdwatching in Rio de Janeiro!

Fotografia de Montanhismo no Rio de Janeiro, Itatiaia

O Parque Nacional do Itatiaia é um dos meus locais favoritos para fotografia de montanhismo no Rio de Janeiro, principalmente na parte alta. É onde estão as montanhas mais altas do Rio de Janeiro, em especial o Pico das Agulhas Negras, a mais alta do estado, com 2791m de altitude. No planalto de Itatiaia, as principais montanhas são o Pico das Agulhas Negras, as Prateleiras de Itatiaia e a Pedra do Altar. A maior parte das trilhas são acessíveis à maioria das pessoas, sem técnicas de escalada, basta um bom preparo físico. Além disso, as opções são infinitas, com vários outros picos, cachoeiras e travessias. Fotografia de montanhismo em Itatiaia não tem erro. Sempre que vou embora fica a sensação de que preciso voltar mais mil vezes!

Mountain Photography in Rio de Janeiro, Itatiaia National Park

Itatiaia National Park is one of my favorite spots for mountain photography, specially the highlands. It’s where the highest mountains in Rio de Janeiro are located, with Pico das Agulhas Negras being the highest one (9157ft high). In the highlands of Itatiaia National Park the most famous mountains are Pico das Agulhas Negras, Prateleiras de Itatiaia and Pedra do Altar. They are accessible to most people, with no climbing techniques required, just a good cardio and some hiking experience. besides, options are endless up there, with hundreds of climbing routes, peaks, waterfalls and long trekking trails. Mountaineering photography in Itatiaia is just great. Everytime I leave I get the feeling I must return a thousand times more!